Guia Raça: conheça Jack Russell Terrier – a raça do cachorro do Maskara

A década de 1990 foi marcada de diversas formas, principalmente pelos seus desenhos, não é mesmo? Quem aí se lembra do Maskára? Um sujeito para lá de maluco que tinha um cachorrinho super fofo! Em um clima bem nostálgico, hoje o nosso Guia Raça vai ser, justamente, sobre o Jack Russell Terrier – uma raça do cachorro do Maskara.

Se você procura um amigo que você pergunta: “vamos?”. E ele responde imediatamente: “vamos”! Então o Jack Russell Terrier será o seu maior companheiro. Ligado no 220v, esse fofucho é EXTREMAMENTE parceiro e ama papais e / ou mamães com muita energia.

Jack russel terrier pulando

Ficando super famoso nos anos 90, pelo sucesso no cinema e nos desenhos animados d “O Máskara”, uma raça Jack Russell Terrier se tornou o xodó da criançada e até hoje conquista vários corações por onde passa.

O seu nome “Terrier” já entrega muito sobre as características da raça. Pequenino, independente e um grande caçador, esse cãozinho adora investigar qualquer coisa a sua frente.

Quer saber muito mais sobre essa lindeza famosa? Então nos “acãopanhe” neste artigo!

Origem

Assim como muitos outros Terriers, a raça Jack Russell surgiu na Inglaterra, por volta de 1890. O seu “criador” foi um reverendo inglês apaixonado por caçar raposas chamado John “Jack” Russell. Como tinha muito esse hábito, passou a criar seus cães para também serem grandes caçadores.

Quando o reverendo começou a cruzar alguns cãezinhos para que desse certo formar um muito valente, John passou a cruzar algumas raças do mesmo grupo, como o Old English White Terrier e o Terrier Preto e Dourado. O criador também utiliza muito o Fox Terrier, por isso, até hoje existem muitas pessoas que se confundem entre as duas raças.

Inicialmente, o Jack Russell não era usado para caça, pois acreditava-se que, por conta das pernas curtas, ele não seria eficiente para uma tarefa. Entretanto, mais tarde, percebem que as perninhas desse pet eram ótimas para entrar em locais pouco penetráveis ​​e, a partir daí, se tornado um belo de um caçador.

Características físicas

Como comentado anteriormente, o nome “Terrier” já entrega muito sobre as características do famoso cachorro do Markara. Pequenino, apresenta diversos detalhes de outras cores sobre a sua pele, em regiões específicas, como a face, algumas partes do dorso e até mesmo no rabinho.

Jack russel terrier

Tamanho:

O Jack Russel Terrier é considerado um cãozinho de porte pequeno. Chega a medir de 30 a 35 cm no máximo. Por ser pequenino, ele não encontra muitas dificuldades em relação ao espaço, sendo uma ótima opção para quem mora em apartamento.

Peso:

Super ativo e saudável, essa raça tende a pesar 6Kg.

Pelagem:

Esses fofinhos trazem em sua pelagem traços buscados de sua ancestralidade. Podendo ser branco e preto, branco e marrom ou uma mesclagem estes núcleos, a cor branca sempre tende a ser predominante em seu corpo. Os núcleos preta e marrom estão presentes com intensidade na região dos olhos, orelhas e dorso. Necessariamente, sua cauda é totalmente branca, podendo, por eventualidade, apresentar um degradê das cores citadas.

Tempo de vida:

Mesmo eternizado nas telinhas, o Jack Russel Terrier vive em média de 12 a 14 anos.

Personalidade

Se tem uma coisa que o cachorro do Maskara tem é: PERSONALIDADE! E não estou falando apenas no desenho, no qual vemos claramente isso, mas na vida real também. Essa raça é simplesmente única. O seu espírito enérgico, sem dúvida, é sua marca registrada, além disso, ele sempre se mostra muito carinhoso e fiel aos seus tutores.

Temperamento:

O Jack Russell é um caso à parte, simples assim. Ele é tão enérgico, alegre e super leal a quem ele ama. Bagunceiro? Podemos dizer que sim. No desenho do Máskara, o cãozinho Jack Russel fica bem doidinho quando utilizar a máscara de seu dono, na vida real, uma raça não precisa nem da máscara, eles são assim por natureza. Rsrs

Jack russel terrier agitado

É muito importante compreender o jeito da raça e acompanhamento, caso contrário pode ser bem estressante tanto para você, quanto para ele.

Socialização:

Esses fofineos precisam de gente! Se tem uma coisa que eles amam está perto dos seus papais e mamães. Até por isso, ao ficar muito tempo sozinho em casa, o pet pode apresentar mudanças no comportamento, podendo até ser menos enérgico do que ele normalmente é. Se você é um possível tutor que fica o dia inteiro fora, ao chegar em casa, procure passar um bom tempo com o seu companheiro de quatro patas para compensar!

Como vemos, é uma raça muito apegada aos Maskaras da vida real, o que propõe uma convivência sem muitos problemas, a não ser que ele estranhe uma pessoa. Isso pode acontecer. Por isso, para que fique tudo bem na família, é importante que o fofinho seja adestrado desde o momento em que ele chega no novo ambiente, mesmo que ainda seja filhote.

Doenças mais comuns

Geração saúde deveria ser o apelido dessa raça, por serem mega ativos, é bem mais difícil os tutores terem que correr com seus fofinhos. Porém, como tudo não é flores, como qualquer cachorro, podem apresentar alguns problemas mais comuns durante a vida. Como:

  • Luxação patelar: um problema que pode afetar o ligamento das patas do cachorro. O animal apresenta nesse caso dificuldade para se locomover, certo inchaço na região e dor. Em alguns casos, é necessário fazer cirurgia.
  • Surdez congênita: embora seja mais frequente em humanos, o Jack Russell pode ser afetado também. É um tipo de surdez que o acompanha desde o nascimento. A raça terrier sofre desse mal. Se você, então, perceber que o seu cão não responde a brincadeiras ou chamados, nível-o ao veterinário o quanto antes.
  • Distúrbios oculares: os mais conhecidos que afetam a raça são a catarata e o glaucoma. A primeira é uma doença hereditária; a segunda, é uma condição do aumento da pressão no globo ocular. O aconselhável ao perceber que o Jack apresenta alguma alteração ocular é clara-lo ao veterinário rapidamente.

Cuidados

Para manter o fofinho por muitos e muitos anos ao seu lado, é importante criar hábitos mais saudáveis. Isso vale para todos os fofuchos, incluindo o cachorro do Maskára. Por isso, preste atenção:

  • Na alimentação: não há restrição alimentar à raça, mas também não é recomendável não se preocupar com isso. Antes de mais nada, entre em contato com seu veterinário e veja quais alimentos são relatos ao seu cachorro da raça Jack Russell.
  • Na aparência: por ele ter um pelo curto e liso, você pode escová-lo uma vez por semana para tirar células e pelos mortos. O banho deve ser mensal, apenas. Já as unhas devem ser aparadas mensalmente e certas verificadas com regularidade. Pode haver detritos ou excesso de cera por debaixo delas.
  • No Treinamento: como você pode perceber, o Jack Russell pode gostar (e até precisar) de treinamento. Há serviços de adestramento adequado à raça, algo que também pode ser feito em casa. Manter sempre o bom humor quando decidir treiná-lo, além do pique e energia suficiente. Cães como o Jack ficam entediados com métodos de ensino lentos ou sem ânimo.

Jack russel terrier prestando atenção

E esse foi o Guia Raça: cachorro do Maskara!

A raça possui muitas semelhanças com outras, já estrelou filmes de sucesso no cinema e possui um talento, no mínimo, diferente para um cachorro. Ou seja, só tem como amar, não é mesmo?

Até a próxima Aulovers! 💜🐶

Você também pode gostar

Rolar para cima